A Síndrome do Ninho Vazio

Em 21/12/2016 , Comments

O tempo passou, os filhos cresceram e agora seguem seu caminho... Com isso vem a sensação da tristeza, solidão, inutilidade, vazio, dificuldade de concentração, angústia, e até sentimento de culpa, são os sintomas típicos da Síndrome do Ninho Vazio.

Os nossos filhos crescem e tomam seu rumo, seja para se casarem ou morarem sozinhos, ou casos mais graves como a perda para a morte ou brigas familiares.  Seja qual for o motivo, difícil  é a dor que fica com a gente, quando eles nos deixam.

A Síndrome do Ninho Vazio chegará em algum momento a todos aqueles que tiveram filhos e se dedicaram à sua educação. Ela tem hora marcada pra chegar e, com certeza, irá embora quando o caso é mais fácil de se lidar, como a despedida dos filhos que ganharam autonomia. Tão logo a ordem familiar se restabeleça e nós consigamos preencher nossa rotina com novos interesses, ela se vai e a resiliência da vida nos flexibiliza novamente, diante de outras realidades. Já em casos mais graves, como a perda de um filho para a morte, ou brigas, podem levar muito tempo para serem superados, por serem situações absolutamente dolorosas.

Porém, a tristeza presente na síndrome pode se prolongar quando vem acompanhada de ausência de objetivos, pois pode se transformar em depressão.

As lembranças do tempo em que os filhos eram pequenos e necessitavam de sua atenção integralmente, tais como o primeiro dia de escola, os presentinhos feitos pelas suas mãozinhas no dias das mães, o carinho de andar de mãos dadas, o soninho gostoso em nosso colo, enquanto acariciávamos seus cabelos. O choro de madrugada, o medo de fantasma que os faz procurar a nossa cama a noite. Essa necessidade absoluta da nossa presença, um dia se vai e é substituída pela autonomia...  

Essa situação pode atingir os pais, porém as pesquisas mostram que as mães são as mais sensíveis a ela. Outro fator que pode agravar ainda mais a situação, é quando, a mulher está no período da menopausa, pois são muitos os fatores biológicos que ocorrem em seu corpo e que a fazem sentir-se envelhecida, sem função reprodutora, sua imagem no espelho não a agrada mais, e tudo isso tende a diminuir a sua autoestima.

A personalidade de cada uma de nós também irá influenciar a durabilidade da síndrome. Por exemplo, uma pessoa cheia de objetivos e disposição pra novos desafios, tende a sair mais rapidamente da situação.

Todas nós sabemos que uma hora passaremos por essa crise, todavia o fato é que não estamos preparadas para recebê-la. A sua visita não é bem aceita!

Existem algumas maneiras de vencê-la com menos dor: 

1.     Buscar uma atividade para preenchimento do dia. Fazer algum curso, investir em um hobby, algo que ocupe sua mente de forma construtiva.

2.     Se não trabalha, talvez seja interessante arrumar um trabalho, dessa forma se sentirá mais ocupada com algo realmente produtivo.

3.     A ajuda dos filhos nessa situação, é extremamente importante, pois consolar os pais, é uma inversão de papéis necessária para compensar a dor causada pela separação.

 

E os Florais de Bach? O que essas essências transformadoras poderão fazer para levar embora a Síndrome do Ninho Vazio?

Vamos lá pensar em algumas essências que nos ajudarão? 

WALNUT– Nos ajuda a passar por esse período de mudanças com mais segurança, pois traz o senso de adaptação a nova situação apresentada.

GENTIAN – Leva embora a tristeza instalada pela dor causada pela síndrome, nos dando mais força, coragem e alegria para vencê-la.

HONEYSUCKLE – Cura a saudade que machuca e nos prende ao passado, nos dando a oportunidade de viver o presente de fato.

CLEMATIS – Traz o interesse pela vida novamente, e nos dá vontade de realizar e viver o dia de hoje com mais senso de realidade (concentração) e alegria.

CHICORY – Ajuda a vencer o apego. Nos dá a oportunidade de amar e deixar ir, sabendo que o amor permanece sempre, mesmo não se estando junto do ser amado.

PINE – Caso haja sentimento de culpa (o que é muito comum, quando a separação se dá de forma mais dolorosa, como nos casos de morte e brigas), ele nos libera desse peso massacrante, e nos permite caminhar aliviados pelo autoperdão.

STAR OF BETHLEHEM – Essa essência nos traz o conforto para a alma, que sofre com o choque da separação. É o alívio das dores deixadas pelo trauma.

Lembre-se que para preparar o seu Floral de Bach, deve-se colocar no máximo 6 essências num frasco de 30 ml.

Gostou do nosso post? Deixe o seu comentário, pois sua opinião é muito importante para nós. Compartilhe com seus amigos, alguém que você conheça pode estar precisando.

 

Beijos florais!

Sandra Baptista